Famosas que praticam krav magá – a defesa pessoal atrái também artistas

A defesa pessoal tem despertado o interesse das famosas que praticam krav magá e reconhecem a sua importância em vários aspectos como condicionamento físico e principalmente saber defender-se contra ataques físicos.

A técnica do krav magá surgiu por volta de 1948 em Israel, no cenário da Segunda Guerra Mundial. Chegou no Brasil nos anos 90, considerada a primeira Arte de Defesa Pessoal.

A aparição em filmes e novelas despertou o interesse e curiosidade entre as pessoas que nunca tinham ouvido falar sobre a defesa.

O Professor de krav magá em Belo Horizonte e membro da Federação Sul Americana de Krav Magá, Dionésio Mariosi, considera esse tipo de divulgação e influência dos artistas muito positiva para a popularização da defesa pessoal no dia a dia, independente do sexo ou idade, sendo importante para todas as pessoas.

Ficou curioso para saber quem são as famosas que praticam krav magá? Confira a seguir.

Fonte: TV Uol

Bruna Marquezine

A atriz começou a praticar krav magá para interpretar uma personagem chamada Mari, da novela “I Love Paraisópolis”, trama da Rede Globo. Após as aulas se encantou pela prática.

De acordo com a Federação Sul Americana de Krav Magá 30% dos praticantes hoje, são mulheres. “Não mexam comigo na rua”, avisava Bruna Marquezine na coletiva de imprensa deI Love Paraisópolis.

Divulgação

Tatá Werneck

Tatá Werneck também teve contato com a prática de krav magá para a interpretação da personagem Lady Marizete da nova das 19h. Na ficção seria a irmã da Mari, personagem interpretada por Bruna Marquezine.

Divulgação

Angelina Jolie

Angelina Jolie já participou de vários filmes de ação e para interpretá-los teve que aprender a treinar técnicas de krav magá como nos filmes Tomb Raider e Sr e Sra Smith.

Divulgação

Lady Gaga

A estrela pop tem uma vida muito agitada e não abre mão das atividades físicas. Não só adere às artes marciais como também à defesa pessoal entrando na lista das famosas que praticam krav maga.

Quais são os benefícios do Krav Magá para a mulher?

A defesa pessoal é a principal razão que levam as mulheres a aprender as técnicas de krav maga. A cada 11 minutos uma mulher é estuprada no Brasil, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) divulgado em 2015.

O 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgou em 2019 um record em violência contra mulheres, apontando 66 mil vítimas de estupro no país. Em (53,8%) dos casos foram meninas de até 13 anos. Quatro meninas até essa idade são estupradas por hora no país. A maioria das mulheres violadas (50,9%) são negras.

“Campanhas educativas que possam alertar sobre esses casos que muitas vezes ocorrem em âmbito familiar, além do estímulo à autodefesa são muito importantes a fim de diminuir a vulnerabilidade latente entre o público feminino”, complementa o instrutor de krav maga.

Durante os treinos a mulher irá aprender a defender-se nas seguintes situações:

Tentativa de estupro;

Puxão de cabelo;

Estrangulamento;

Agarramento;

Roubo da bolsa, dentre outros.

Além disso, também são treinadas para observar as situações de risco e saber o momento certo para defender-se. “A autoconfiança também faz parte do treinamento em krav magá, pois para defender-se no momento certo a mulher vai precisar confiar em tudo o que aprendeu e no seu potencial”, indica.

De acordo com o instrutor o krav magá é uma autodefesa preventiva, apenas se ocorrer um contexto de agressão ou violência contra o aluno é orientado a defender-se.

Não é necessário ter força física ou qualquer experiência em arte marcial. A aluna pode aprender do zero. “A disciplina e o treinamento faz total diferença no desempenho e evolução individual”, pontua.

 O instrutor explica que aplicam durante as aulas simulações de violência próximas à realidade com o objetivo de treinar o aspecto emocional da aluna.

Considera que o krav magá é um exercício de autodefesa que também estimula o autoconhecimento e controle emocional. O medo muitas vezes pode paralisar a pessoa ou fazer com que reaja impulsivamente na hora errada. “Nesse caso treinamos ambos os aspectos como o controle do medo e a assertividade para o momento certo de reagir e aplicar um golpe”, completa.

Por conta da importância da autodefesa o krav magá vem deixando de ser uma modalidade presente só nos cinemas e novelas e fazendo parte do dia a dia das pessoas. Crianças, mulheres e até idosos podem praticar com a devida indicação médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *